A Realidade de Ser Blogger + Assessorias e Empresas: O quê não Contam!

Olá pessoal, tudo okay?
Hoje vou falar a verdade que ninguém conta. Vou tirar esse photoshop de sorrisos felizes, abraços aconchegantes e palavras bonitas, e deixar em evidência, o que geralmente e realmente está por trás de cada um deles. :}

Início: Quando Felipe Ursini decidiu criar um blog:

Há uns bons anos, além de ler sites de música e coisas de adolescentes, decidi deixar o cabelo loiro bem claro, próximo ao platinado (nessa época eu nem sabia o que era isso ao exato kkk'), e então comecei a ver que o cabelo não ficava mais bom apenas usando os produtos do dia a dia. Comecei a pesquisar tratamentos, técnicas e tal. Achei três sites ao exato, e comecei a lê-los fielmente, todos os dias online para ver se tinha algo novo disponível. Em meio tempo, eu fazia um curso de Gestão Empresarial com foco em Administração, Marketing e Publicidade, e sempre tive em mente que tudo feito corretamente, é bom para todos, ao contrário do que os aproveitadores pensam. Eu também estudei música, para quem não sabe! ahahah'

Mensalmente, eu adquiria e experimentava diversos produtos, até que em certo momento, e por causa disso, pensei "Se eu já estudei tanto, pesquiso e uso tantos produtos, por que não eu ter meu próprio blog para passar as informações e experiências para outras pessoas?".
E então, foi isso. Criei o Beauty 'n' Roll. A ideia veio disso, unindo o fato de eu estar gostando de cuidar de mim com gostar de música (quem for ler os primeiros posts do blog, vai ver que eu intercalava postagens de cosméticos com música).

"Cronograma Capilar"
Em pouquíssimo tempo, me juntei a outras três bloggers, sendo elas Lucy Viana, Liia Silva e Diana Lee, e decidimos criar o grupo "Cronograma Capilar", e disseminamos a técnica pela internet, para ajudar o maior número de pessoas possível a aprenderem a cuidarem de si próprios, sem precisarem gastar salários no salão, ou com produtos fubazentos que não fazem nada.
A grande maioria sabe, mas SIM, muita gente aleatória posta coisas do "Cronograma Capilar" desesperadamente por aí, mas quem realmente disseminou a técnica para a internet, abertamente, e com o real propósito de espalhá-la, e se hoje ela está tão evidente, fomos nós! Esta equipe inicial do Crono, e atualmente, eu e a Diana Lee. Então sim SOMOS OS DISSEMINADORES ORIGINAIS DA TÉCNICA DO CRONOGRAMA CAPILAR.

Ouvi inclusive, recentemente, que até o pessoal da Ikesaki sabe da minha existência e relevância em meio ao Cronograma Capilar. Me sinto bem? Talvez. kkk'


Foram vários anos, muitos dias, muitas horas, várias noites gastas, projetando ao máximo o alcance de cada vez mais pessoas, auxiliando e ajudando as que já haviam aderido à técnica. Todo um envolvimento 100% voluntário, sem ganhar um centavo por isso, fizemos sempre com carinho e dedicação. Cada vez mais o grupo crescia e a técnica se expandia, precisaríamos de ajuda, obviamente, para moderar e continuar o auxílio às pessoas da mesma forma de sempre. Ledo engano acreditar que pessoas boas existam de verdade, já que algum tempo depois, essas mesmas pessoas que permitimos fazerem parte do projeto, (bem posteriormente, quando a técnica já estava em evidência, aliás...), acharam-se no direito de passar por cima dos criadores e disseminadores do grupo/técnica. Dá pra acreditar numa coisa dessas? ahahha'
Respeito à hierarquia, respeito à ideologia não existe mais, não é mesmo? ahahah Só rindo!
Muitas coisas por debaixo dos panos, mas sabiam que já até tentaram me tirar do meu próprio grupo/projeto? #Risos
Claro, Diana, e Giovanna, que foi nossa parceira e amiga desde perto do início não permitiriam isso de forma alguma. Aí, depois de um bom tempo aturando, decidi retirar esse pessoal e renovar todo o grupo (o engraçado é que num evento que fui há algumas semanas atrás, até ouvi de uma colega, claro que ela estava rindo da situação, pois veio me falar que estes estavam dizendo que eu "roubei o grupo" ahaahha' ela mesma falando "e como é que ele roubaria o grupo que era dele mesmo?", e rimos muito disso). Por que é assim em muitos lugares, não é mesmo? A pessoa chega ontem, e acham que têm direitos acima dos outros. Como um funcionário que entre numa empresa achando que pode passar por cima de toda a equipe pois se acha superior. :}

Inclusive, o maior dos cúmulos foi quando recusei ficar no stande de uma empresa, e esta mesma se aproveitou da brecha pra negociar um produto com base na nossa técnica, com uma das pessoas destas pessoas que não eram líderes do projeto. Aí lançam, fazendo a pessoa, é claro, divulgar no nosso grupo, e a empresa ainda tem a cara de pau de achar ruim que eu e toda a equipe achássemos ruim. Não sei se era falsidade, ou se era apenas mau caratismo mesmo, mas os membros da empresa conversavam de igual para igual comigo, de sentarmos ao lado. Eu ajudei e MUITO eles subirem na internet, até anteriormente havia lhes defendido de um ataque feito pela imprensa, e que as consequências só caíram em cima de mim, sem eu receber nenhum tipo de respaldo e sem ganhar um centavo por isso, e fazem uma coisa dessas comigo. Não citarei o nome para não dar publicidade gratuita, aliás, penso em retirar muitos dos posts relacionados, mas a parte mais divertida é que muita gente, até hoje inclusive, fica chocada ao falar comigo e achar que o produto era feito conosco, eu e Diana, a equipe original, ficando em choque quando descobrem esta patifaria.

Aliás, é ainda mais divertido, pois eles não percebem que estão perdendo o respeito dos consumidores há algum tempo. Sabe aquele ditado, aqui se faz, aqui se paga? Então, certamente estão para colher o que fizeram aos poucos, e por conta própria. Produtos que alteram a textura em poucas semanas após a aquisição, e com várias pessoas, sem ter o retorno devido. Sei de muitas histórias. Enfim, o legal é que muita gente encoraja a iniciar uma ação judicial, e que eu certamente ganharia. Então, né... A ideia está em mente. Mas vamos ver.

Há outras que também podemos iniciar ações contra, viu? Então fiquem espertos, meus queridos.

Bem. Após a reforma, o grupo está lá, firme e forte, com uma nova administradora muito querida por nossos Crono Boys & Crono GirlsNão deixem de participar de nossos quase 100.000 membros, clicando aqui. =D


Empresas em Geral

O contato com empresas é inevitável, já que os produtos resenhados e testados são de suas marcas, pois sem elas, não haveriam produtos, certo? ahaha'
Grande parte das empresas têm uma tratativa simpática. Afinal, eles precisam de consumidores, e qualquer "influenciador", como eles chamam, e acho meio tosco, é bom pra eles. Qualquer publicidade gratuita é uma mão na roda.

Porém, vocês não têm ideia de como é nos bastidores. Muitas empresas acham que você tem a obrigação de comprar os produtos delas e postar no seu blog. Muitas acham que você tem que apenas falar bem de seus produtos, mesmo que eles sejam grandes porcarias. E eu nunca aceitei isso, não sou retardado. ahahha'



Tem empresas que mandam alguns produtos pra você "testar", e ficam cobrando postagem falando bem. Tipo... SE TOCA. Não sou obrigado, e nem vou fazer uma palhaçada dessas. Respeito as empresas em geral, mas respeito primeiramente a mim e a meus leitores. Assim, metade do que eu posto aqui eu compro, e metade eu recebo. Indiferente pra mim o produto ser comprado ou recebido, pois o tratamento e realidade na postagem será sempre a mesma: a verdade, a minha experiência.

Se você não gosta de um produto da empresa, é o suficiente para ela não querer mais falar com você. Mas tipo assim, não é culpa minha se você fez um produto ruim, ou que não se deu comigo. A dica está dada, cabe a você decidir lidar com isso, ou colocar a culpa nos outros, no caso, em mim. Só não estranhe quando seus produtos começam a parar de serem consumidos.

CANSEI de ver empresas fazerem blogueiras idiotas (sim, as manipuladas por um shampoo) falarem mil maravilhas de vários produtos, e depois que nós, consumidores compramos e vemos que é uma grande bost@, as empresas ficarem sem entender porque as vendas de tais produtos estão sumindo.
Eu só dou risadas.
Em vez de verem os bloggers como auxiliares em potencial, trazerem a realidade para eles melhorarem suas relações com os consumers, não, eles veem os bloggers, e até mesmo os clientes apenas como marionetes tontas, que não valem muita coisa. Como palhaços mesmo, sabem? Já ouvi comentários do gênero, de forma sutil, e claro que quando percebiam que eu havia escutado, tentavam contornar, e eu sorria pra não perder a piada.

Claro que, para tudo neste mundo, há suas exceções. Existem sim empresas decentes e bacanas, entre as grandes, médias e pequenas. E que são as que continuo mantendo contato. :}
Em contraponto com outras, que sorriem pra você publicamente, mas não têm a decência e cordialidade de responder um simples email.

Cansei de ver empresa que a gente gostava do produto, e divulgava para que outras pessoas experimentassem, pois afinal, gostamos de verdade, quando ficava em evidência as empresas nos tratarem como realmente o que acham que somos: nada.



Já cansei de ver empresas novas se acharem superiores às já renomadas. Não respeitarem seus consumidores, parceiros, nem mesmo os seus clientes. Empresa que diz ser contra o uso do formol e ter formaldeído até em queratina liquida (e não, não estou falando de ser como conservante =D). Empresas maldizerem os líderes de mercado internacional e nacional, e lançarem produtos semelhantes aos deles, englobando todo o mesmo aspecto.

Nada se cria, tudo se copia, sabem?

No mais, ainda tenho esperança em algumas empresas, mas realmente, a grande maioria, não vale a pena conhecer de perto. Melhor continuar por fora, apenas vendo o produto no mercado.


Assessorias de Imprensa

Tenho uma relação neutra com este segmento, que envolve publicitários e jornalistas. No que amo alguns assessores, repudio totalmente outros. E é tipo assim, no meio termo mesmo.
Por incrível que possa parecer, existem sim assessores de imprensa jornalistas que entendem que mesmo que você disponibilize um texto, um material a um blogger, ou consumidor diretamente, toda comunicação não vale de nada a partir do momento em que se descobre que pode ser tudo puro marketing, e que os produtos e serviços disponíveis não sendo fidedignos ao que se propõe, não há assessoramento ou ação de relações públicas que resolva! =D
Isto é: alguns assessores e jornalistas entendem que o produto bom, se comunicado, só agrega valor para todo mundo... Para a empresa, para a equipe publicitária, para os bloggers e para os consumidores, que são a parte mais importante de tudo isso.
Acho lindo isso! E gosto muito de quem tem isso em mente. Continuo o contato e carinho por estes.
:}

Entretanto... Assim como existem assessores, rp's e publicitários maravilhosos neste meio, existem também os pilantras, os FDP, e toda aquela corja que certamente irão direto para o inferno assim que desfalecerem deste mundo. :}
O papel deste setor é o de comunicar. E os que fazem parte deste outro lado, não estão nem aí para os consumidores, para os bloggers, e pasmem, NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA AS PRÓPRIAS EMPRESAS, suas clientes. :}
Enquanto algumas não estão nem aí para os consumidores, pois só querem jogar informação ao vento, outras não ligam para os bloggers, os tratam apenas como objeto, as piores, a meu ver, são as que não respeitam as próprias empresas.

Ouvi de uma blogueira "Se você falar que não gosta de um produto de uma marca cliente da assessoria, acabou pra você, você está cortado.".



Cito as que não respeitam as próprias empresas, pois, a partir do momento que a empresa contrata um auxílio publicitário/jornalístico, é porquê ela precisa se comunicar com seu cliente. Isto ocorre? NÃO! Pois nem ao menos se importam em repassar opiniões reais dos consumers, apenas comunicar os lançamentos deliberadamente.

Digo isso pois, no caso, a maioria dos bloggers relacionados, nem retorno trazem para as empresas. Não tem branding, não têm fluxing, não têm procura nos sites de busca, e muito menos são rankeados.

Eu sou rankeado, inclusive, já estive entre os 2000 sites MAIS ACESSADOS NO BRASIL. Só  no meu perfil do  Google+, onde apenas vão os links dos posts aqui do blog, já passou das 11.000.000 de visualizações. Poderia me considerar hit, então? Não, pois neste meio, isso meio que não importa. Na hora que realmente perceberem isso, junto aos outros, que realmente trazem algum benefício para todos, pode ser que caiam na real

Ao contrário do que muita gente pensa, ao ver a gente indo a eventos, meus caros, a gente não ganha um centavo por isso. Às vezes nem um item dos lançamentos para poder experimentar. E ainda temos a "obrigação" de divulgar isso.

Grande parte não está nem aí para dar o retorno significativo para as empresas, ou para os consumidores, estão apenas interessados no job.

Teve até uma assessora que uma vez tentou queimar minha imagem, sendo que só a vi uma vez, e que foi tão retardada, que estava falando coisas na frente de gente que me conhecia e que sabia e pontuou que nada do que ela havia falado era verdade. Reverteu, sabe? ahahaha #Risos


Em síntese: te convidam pra um evento, você vai lá, gasta em todos os fatores, faz presença no local, todo mundo sorri pra você, você chega em casa, esperam que você publique em todas as suas redes sociais e blog. Tipo assim... Somos convidados ou trouxas? Acho que mais para a segunda opção. Eu sinceramente não sei como tem bloguete aceitando coisas assim. Chega a ser cômico como ver que as pessoas gostam de ser burras e manipuladas. Elas acham que são 'convidadas especiais', quando não passam de uma fonte de publipost disfarçado de simpatia e sem zero de valor para si próprias e para parte de seus leitores. Tudo praticamente de graça, pois mesmo quando um produto é disponibilizado, para quem não entende de mercado, eu digo, o produto que a gente compra, não tem o mesmo valor do que sai de uma empresa. O valor dele é muito mais baixo do que você imagina, então realmente, acaba mesmo sendo quase de graça.

Eu recebo convites para eventos desde muito tempo, inclusive, já recusei convites em que me colocavam em lista "vip", mandando convite físico em casa. Por que geralmente é assim mesmo. Comecei a aceitar a ir a eventos mais ou menos há um ano, um ano e meio, por aí. E bem, agora só falo o que acho que realmente é importante ser falado, o que realmente sei que vai ser útil para vocês.

:}

É tão tolo, pois se vissem que uma mão lava a outra, veriam que se tudo fosse feito de forma mais honesta, mais bacana, todo mundo estaria bem. :}


Bloggers

Aí... Sinceramente, como viram na introdução deste texto, quando disse que a ideia e o propósito de trazer opiniões e experiências pra vocês, é realmente para o que as plataformas de blogs foram criadas. Ainda, em alguns pontos da blogosfera, você ainda é capaz de encontrar reais bloggers.

No geral, não considero a grande maioria como blogger, e sim como farofa. Farofa mesmo. Não importa o blog não ser relevante, ele vai tentar entrar no meio do bonde para receber produtinho e postar um "usei e gostei". Bloggers que aparecem em lugares que nem foram convidados... Bloggers que ficam negativando vídeos e páginas dos outros "amigos" bloggers... é cada coisa, que vocês nem imaginam. Bloggers que realmente, não agregam nada de bom para os leitores, consumidores, ou mesmo para as marcas. Que os posts são tão irrelevantes que uma simples pesquisa nos sites de busca nem os mostram como resultados eficientes. Em contraponto com posts que eu faço, e alguns outros bloggers, que considero decentes fazem, e que em poucas horas, os sites de busca já indexam na primeira ou segunda página. :}

Cadê as empresas e assessorias pra prestarem atenção nisso? :}

Gente que vai a eventos, a lançamentos, posta um produtinho no estilo "Usei, amei, gostei!", pra mim, é só wannabe, ou em alguns casos, ainda pior, apenas bagunça. Não agregam valor para as marcas, não agregam valor para seus leitores, e não agregam valor para si próprios. Estão ali apenas para receber shampoozinho de graça. E que não é de graça, meu amor, pois vão cobrar que você poste. Repare que a maioria não sabe nem do que está falando... Não sabem nem o que é uma cadeia queratínica direito... Para quem indica shampoos e produtos para cabelo... Tipo, oi?

Esse povo chega a ser tão sem noção, que não percebem, que testar um shampoo e postar, testar outro shampoo e postar, não traz benefício nenhum para si? Tipo, de verdade. É legal experimentar novos produtos? Claro que é, e quando é feito direitinho, quando se passa a opinião verdadeira e com os detalhes que o leitor precisa, aí sim, perfeito. Mas a "amiga" chegar e postar "aí usei, tô amando". Tá... Ok. Não falo mais nada.

E é por isso mesmo que continuam sendo manipulados e usados e perdendo cada dia mais seu valor pela blogosfera. Em síntese, grande parte deste meio atual, é baseado na falsidade. Infelizmente. Da qual eu faço questão de passar longe.

Esses dias mesmo, estive com a ajudante/auxiliar/representante de uma blogueira... Que ficou pasma ao ver como tudo funcionava, na grande realidade.

Ficava besta em ver que o meio é meio baseado na "indicação" e falsidade. Quero dizer, bloggers com mais simpatia ou falsidade para com a parte pública, tem mais retorno das empresas e das assessorias, e nenhum deles reparam que quando o consumidor percebe uma mentira, POR MENOR QUE SEJA, já é mais do que suficiente para que ele desista da empresa, e ainda comente com os amigos.


Cansei de ser plagiado também, isso até pra mim já é quase que coisa do dia a dia. ahahahah'


Bem, é isso! E só citei o bruto. E mais, não critico as top bloggers, pois de tanta porcaria que tem nesse meio, elas estão mais do que certas em cobrarem por tudo o que fazem, e se recusarem a se relacionarem com as demais empresas.


Mas não! Não vou alimentar este lado desgostoso da vida. :}
Escolhi deixar de lado tudo o que me faz mal,e ficar com apenas o que me faz bem. Portanto, a partir de hoje, não serei mais "legal" com empresa nenhuma; pois de tanto coisa, muitos não sabem, mas já até estava considerando parar com o blog e todo o esforço jogado fora.

Ainda existem algumas poucas empresas e assessores bacanas, que realmente se importam com o todo. Minha atenção será dada a eles. :}

Vou a partir de hoje, aproveitar a parte boa que existe neste meio, que é extremamente pouca, mas, ainda assim, vale a pena de certa forma, pois como mencionei, algumas pessoas, cerca de 20% ou menos desse meio todo, são dignas de se terem por perto e de lhes querer bem. Neste grupo, claro, seus lindos, se incluem vocês, meus leitores! :}

Bem, precisava fazer este desabafo, peço desculpas se tomei muito do tempo de vocês, mas queria deixar as coisas às claras. Coisa que quase ninguém faz. :}


Abraços.
F.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Oi Fe!

    Que artigo bacana esse! Adoro muito você e a Di. Sempre aprendo tanto. Suas resenhas são sempre tão completas e já comprei vários produtos com base de referência para suas resenhas.
    Sou das antigas, não fazia parte da comunidade Cronograma Capilar, mas o conceito bem como o método conheci com essa nomenclatura foi com vocês mesmo, sem dúvida!
    Nessa questão, a melhor coisa para ter sido feita no passado seria patentear o nome/marca"cronograma capilar". Desta forma, vocês teriam protegido o patrimônio intelectual.comercial do método.

    Estamos em ritmo de Beauty Fair (esse não vou. só fui uma vez e adorei visitar empresas que já me conheciam. Adorei conversar com o Peu, ver o show da Fátima arrasando nas colorações.
    Teve stands que fui super mal tratada e outros que tentei visitar e não consegui de tanta gente que tinha dentro.

    Ano passado vi lançamento de produtos com nome Cronograma Capilar. Fiquei super contente porque pensei que fosse linhas concebidas por vocês e depois percebi que houve o uso do conceito.

    2015 será a vez dos produtos inspirados nos suplementos de academias. Monte de produtos que há séculos tem proteína hidrolisada de trigo...que agora vão ser chamados de Whey Protein... blend de aminoácios será chamado de Albumin (ou algo do gênero kkk).

    Enfim.. modas passam e blogueiros como você fica! Tenho muita satisfação em compartilhar o link do seu blog no meu! Admiro demais seu trabalho, a seriedade de como você escreve e principalmente seu conhecimento sobre os ativos.

    Eu atualmente tenho uma postura muito seca com assessorias de comunicação, especialmente aquelas que escrevem para pedir Midia Kit. Hoje em dia quando recebo pedido de midia kit nem me dou ao trabalho de responder.
    Se a empresa tercerizada de marketing que apenas volume monstro de acesso, nem devia se dar ao trabalho de pedir midia kit. Bastava contratar as blogueiras ultra mega lindas e badaladas para ser garota propagada e fim de papo.

    Nunca precisei de parceria para tocar o Belinha. As parcerias que tive e mantenho ao longo dos anos são com empresas que realmente curtem o meu trabalho, minha forma de escrever e avaliar. Nunca fui pressionada a escrever ou hiper valorizar um produto. Tem empresas que deixaram de me procurar e eu também não vou atrás para saber o por que do ausência. Continuo no meu cantinho, fazendo o que adoro, mantendo amizades com pessoas incríveis e é isso ai!
    Acho muito importante artigos como esse seu, de mostrar a realidade, de expor aos leitores essas nuances de blogar.
    Amei demais esse post!

    Beijocas mil pra você!!!!

    ResponderExcluir
  2. excelente, concordo contigo em todos os aspectos, bjus

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post Fe. Sempre que eu quero referencias de um produto capilar seu blog é o primeiro procuro.
    Não desiste não... Força que vc tem potencial....Beijos

    ResponderExcluir
  4. Existe tanta coisa de podre no mundo dos blogs que se a gente for se apegar desiste =/
    Excelente post.
    Beijo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...