Review: Pretty Little Liars 7x03 & 7x02 - "The Talented Mr. Rollins" / "Bedlam"

Olá pessoal, tudo okay? :}
Hoje vou fazer review dos episódios 7x02 - "Bedlam" e o icônico 7x03 - "The Talented Mr. Rollins", de Pretty Little Liars.


O 7x02 apesar de muita gente mundo afora ter achado-o um episódio ruim (cheguei a ver comentários citando-o como o pior episódio de PLL, que pra mim, o pior episódio foi o da season 5 em que as pimpolhas vão àquela doação de sangue inútil), eu até que achei o episódio legal. Já o 7x03 superou as expectativas!

(My american readers, I ask you to translate it online, once again, I beg your pardon for not to be making an english post. Possibly soon I shall do one)
Images: screencaps from PLL Wikia


Vamos como de costume, separando por personagens. Quem apareceu neste arco:

Spencer Hastings
Hanna Marin
Aria Montgomery
Emily Fields
Alison DiLaurentis
Ezra Fitz
Caleb Rivers
Mary Drake
Lucas Gottesmann
Elliot Rollins
Liam Greene
Jordan Hobart
Toby Cavanaugh
Sabrina
Yvone Phillips

Personagens citados:

Mona Vanderwaal
Charlotte DiLaurentis/CeCe Drake
Jason DiLaurentis


Comecemos então:

Emily Fields: Tivemos amiga Emily toda interessada em ajudar a Alison. Desde a receber um telefonema suspeito da própria, começando a suspeitar do Rollins, e indo pedir auxílio à tia Mary. Indiscutivelmente Emily está ficando mais interessando nestes episódios da última temporada.
Tivemos momento vergonha alheia da Emily, mostrando estar interessada na Sabrina. E que fogo essa menina tem, né? Não pode ver uma guria que já quer dar umas pegadas. ahahahha'


Spencer Hastings: Prima Spencer ficou o tempo todo enciumada de Caleb para com Hanna, obviamente com motivos. Foi até triste ver ela sofrendo, mas, quem mandou ir pegar ex de amiga? Mas sobre isso, eu volto a dizer que o Caleb estava sendo um belo babaca. Parecia totalmente para ele que aquilo era só curtição, esse tempo todo. 
De certo modo, karma is a bitch, my darling. Não me esqueço da Melissa dando indiretas para ela, nos episódios passados, sobre ela ter o costume de pegar o que é dos outros. ahahhaha'
Tivemos até um momento vergonha alheia, em que Spencer vai até o trailer do Toby e encontra lá a Yvonne, toda no recalque, fazendo questão de esfregar na face dela que havia ficado noiva do Toba. Não são dias fáceis para Spencer.
Só uma coisinha, já com a suspeita cena do sonho da Hanna, em que a Spencer dos sonhos fala de "A.D." para com ela, em que Hanna não teria como saber de "A.D." ainda, Spencer ligou os pontos muito rapidamente neste arco de episódios, junto com a Emily. O que colabora para termo suspeitas quanto a ela não poder ser o próprio "A.D."... Mas enfim...


Aria Montgomery: Tivemos amiga Aria numa cena tão apressada de término de namoro, que eu tive assistir a cena uma vez mais para conseguir entender que aquilo era um término... ahahhaha'
Para ter a surpresa de que Liam se tornou o novo editor do livro dela com o Ezra. Agora ela está preocupada com a guerra de egos, e não é pra menos, afinal, primo Liam tem que lidar com o fato de que Aria prefere o professor pedófilo do que ele. Não tá fácil ser Liam esses dias. Deu até um pouco de dó do menino, confesso.
A Aria pegando de surpresa a Hanna se arrumando, e vendo as marcas de tortura, foi bem, inesperado. E até um pouco tenso.
E aqueles potenciais objetos de tortura que o Rollins pretendia usar na Alison, que a Aria encontrou?? Tipo, #Socorro.



Ezra 'Fitz'Gerald: Primo Ezra serviu para nos deixar em mais um momento vergonha alheia, porém, ao menos para mim, mais divertido. Peço desculpas aos fãs de Ezra, mas eu estava aqui realmente curtindo as indiretas do Liam para ele ser um "predador" de novinhas gatinhas. ahahaha'
Essa foi a função do Ezra, nos entreter sendo humilhado.


Hanna Marin: Tivemos Hanna e Caleb cogitando voltarem a reacender as chamas da paixão. 
Hanna inclusive dizendo a Spencer que superou o Caleb, e dessa vez, ao contrário dos episódios passados, desta vez pareceu realmente sério.
Após ela estar sã e salva, Hanna voltou a ter aqueles choques de personalidade por ter passado por uma experiência potencialmente pior que a da Dollhouse, pois dessa vez, não foi apenas sequestrada e trancada em uma réplica de seu quarto ouvindo alarmes estridentes, desta vez ela foi de fato torturada fisicamente, e ainda, em plena escuridão. Não é pra menos, pelas coisas que ela passou, e bem normal ela estar em crise.


Eu adorei o flashback mostrando como uma estressada Hanna e o tranquilo Jordan se conheceram.
E Hanna toda batizada na sensualidade indo dar uma de bombshell blonde em cima do noivo. Foi bem inusitado! Deu uma vibe Gossip Gil à coisa toda. Saudades Serena van der Woodsen. E aliás, aquele término de noivado foi ridiculamente tosco. Eu estava assistindo com meu primo, e mesmo nós dois gostando de #Haleb, aquilo foi completamente imbecil. 
Tudo bem que a gente entende a crise da Hanna, mas por favor, né? Mais pareceu fim de temporada cancelada em que os roteiristas tinham que terminar o namoro enrolação atual para juntar logo o casal principal. Mas boatos de que o Jordan vai continuar na série rondam a internet, e eu realmente quero que ela fique com ele. Revelo. Haleb era legal, quando eles eram adolescentes, mas como a própria Spencer falou, eles não estão mais no high school.
Também tenho gostado do Lucas sendo extremamente atencioso com a Hanna ultimamente. Para quem não entende isso, e suspeita do garoto, é só uma forma inconsciente de retribuir todo o suporte que Hanna lhe deu quando eles eram mais novos. E eu acho isso lindo! Sempre shippando #Lunna.





Mary Drake: Tia Mary "encontrou" Hanna, e a levou pra casa da amiga Spencer, a pedido da mesma. Logo no primeiro encontro ela falou para Hanna sobre segredos de família. Isso me remeteu a uma teoria mundo afora de que inclusive a família da Hanna poderia ter uma pessoa secreta, o que eu acharia bem legal, mas enfim... A questão é: Por que a tia Mary estava dirigindo perto do local onde Hanna estava sequestrada e mantida em cativeiro? Aliás, até pareceu por acaso, até por motivos de que ela poderia ter dado um fim na Hanna ali se quisesse, mas ela genuinamente mostra que quer ganhar a simpatia das pessoas ao redor.
Inclusive em sua cena com o Rollins, ela deixou claro que não estava gostando do que ele estava fazendo com a sua sobrinha, Alison DiLaurentis.
Mesmo abaixo de falsidades e suspeitas, Mary conseguiu ganhar certa simpatia de Emily, levando-a até Alison, contrariando Rollins, e de Spencer, mais uma vez contando detalhes de sua vida passada. Que aliás, aquela história da criança que morreu foi bem triste mesmo. Mas enfim. Eu gosto da Mary. Mesmo se tiver um plot twist louco e ela for realmente a Jessica, e a Jessica que conhcíamos ter sido a Mary. Digo que gosto mais desta Mary que estamos vendo hoje, já que a tia Jessica sim parecia um pouco meio psicótica. Mais e mais cogito a possibilidade de Mary ser a mãe biológica de Spencer, e de que Jessica soubesse disso, por isso a rispidez de Jessica para com ela nas temporadas passadas.


Alison DiLaurentis: A Alison estava realmente ficando detonada com o tratamento que o maridão Rollins estava lhe dando. Dopada o dia inteiro, devia até estar delirando que estava em uma série de TV em que ela e suas amigas eram constantemente perseguidas e torturadas... Não, pera! ahahha'



Mas sério, acho que até todos que em algum momento detestavam Alison, não estavam gostando de ver pelo o que ela estava passando. Meu primo mesmo, detesta a Alison desde sempre, e ainda assim, não achava justo o que estava acontecendo com ela. E realmente, o Rollins estava sendo absurdamente psicótico, inclusive a tia Mary, que temos que ter como "vilã" potencial, também não estava gostando disso. Aliás, a cena dela com a Mary, eu estava esperando gritos, mas ela realmente imaginou estar falando com a mãe, e lembrando daquele tenebroso momento em que ela foi enterrada viva. Deu dó. Descobrimos também que o próprio Jason não estava sabendo que o Rollins estava mantendo a Alison na clínica.

Uma coisa me deixou na dúvida. Ao final do segundo episódio, vimos Alison ser retirada da clínica para a luz afora, porém, no episódio em seguida, lá estava ela na clínica uma vez mais. Cogitei que alguém a estivesse ajudando. Tipo, removendo o "veneno" que Rollins estava colocando nela. Isso explicaria o motivo do porquê ela estaria "normal" no início do terceiro episódio, tendo inclusive conseguido atacar o Rollins. E sinceramente, a mim, se não tiver sido a própria Mary, o que acho pouco provável, para mim, foi ninguém menos que a Sara Harvey. Afinal, a vimos disfarçada de médica no que pareceu ser uma ilusão alguns episódios atrás, quando Emily estava no hospital, dopada. Se vocês se recordarem, Alison era quem estaria ao lado de fora do quarto, dizendo que não, que Sara não estava ali. Porém, quem garante que Alison e Sara não se juntaram para descobrir quem matou a irmã delas, a Charlotte? E que estariam juntas desde então? Seria extremamente interessante. Aliás, boatos de que Sara terá uma amizade improvável nos próximos episódios, e tenho quase certeza de que se não for com Jenna ou Mona, será de fato, com Alison. Estou aguardando! Isso explicaria sua não aparição nesses primeiros episódios da temporada. Isso também explicaria a falta de sentido em Alison conseguir pegar o celular do Rollins pra mandar o sinal de movimentação. Poderia ter sido Sara, com suas habilidades de -A/Red Coat, podendo ter inclusive, mudado as "medicações" do Rollins, para água, ou algo positivo sem que ele notasse. Afinal, Alison também esteve fingindo estar 100% dopada no carro, até atacar ele. :}


Charlotte DiLaurentis/CeCe Drake/-A: E aquela menininha que apareceu do nada? Eu sinceramente cogitei que fosse uma menina morta/um fantasma. ahahahha'
Mas era uma pequena amiga de Charlotte e Rollins. E que mostrou bonecas dadas a ela pela própria Charlotte, tendo os nomes das meninas. Ou seja, ou CeCe as deu as bonecas pois não as usaria mais e estava bem, ou deu a elas mostrando que sim, ainda tinha aquilo em mente. O que vocês acham?
Poderia ter sido uma forma de "se livrar" daquele vício no jogo de -A. 
Mas vai saber. A unica coisa que tive certeza, é de que o Rollins levava a Charlotte àquele lugar, assim como Alison, posteriormente, fingindo que eram sua família, e também fingindo gostar dela. Acredito plenamente que ela descobriu isso pouco antes de ser morta, e que na verdade, ela estava intentando proteger a ela mesma e a irmã, Alison. Que se não foi o próprio Rollins o assassino, poderia ter sido a Alison, não acreditando na história. Uma possibilidade. Embora atualmente não quero que tenha sido a Alison ou o Rollins, pois Alison estava mesmo mal com a morte da mesma, e o Rollins, também pareceu, vide o que ele esteve fazendo com a Alison, acreditando ser ela a assassina. Quero ser surpreendido. Seria uma grande surpresa se a assassina fosse uma das pimpolhas, como a Emily ou a Spencer.


Elliot Rollins: Nosso primo distante, Elliot, por mais que o ator seja um cara super legal, o personagem em si já estava começando a me estressar. ahahha Pela primeira vez, a série que estava colocando tensão, musicas de suspense e olhares frívolos no mesmo, não era apenas para nos dar uma suspeita falsa, ele era realmente das trevas. Agora resta a duvida, seria ele mesmo quem estava torturando a Hanna? Afinal, no local onde ele costumava levar a Charlotte, pudemos ver que era semelhante aonde Hanna esteve mantida em cativeiro, tendo até reconhecido a "arma" de tortura.

Só sei que aquele lance da Alison conseguir fugir do Rollins enquanto as outras meninas estavam se aproximando, foi realmente inesperado. Eu sinceramente estava achando que ao menos ela, ao contrário de Hanna, iria ser pega novamente. Achei o tempo todo que aquele era um plano orquestrado da Alison, mas não um terrivelmente maléfico, e sim um para que de um jeito ou de outro, ela não estivesse sozinha com o Rollins, com a chegada das meninas, tornando-se então cinco contra um (como na Dollhouse, mas no caso, com Alison no lugar da Mona desta vez).

Conforme o carro das meninas foi chegando perto e elas puderam ver a Alison correndo, eu fiquei torcendo "Atropela! Atropela!" para com o Rollins, de uma forma que apenas o imobilizasse por um instante, o fazendo fugir, para as meninas conseguirem levar a Alison pra casa. ahahhaha'
Mas fui surpreendido, tipo, totalmente! Não achei que aquilo fosse realmente acontecer, ainda mais no terceiro episódio da temporada! :o

 


E agora, temos algo que pareceu uma midseason finale. O Rollins morreu! Mas não só isso, foi "por conta" das liars. Eu realmente fiquei boquiaberto na hora! Foi totalmente inesperado. E aquela cena terrível do corpo do Rollins pendurado no carro, cara a cara com a Hanna? Deu uma total sensação de aflição!

Ao menos agora sabemos quem realmente as garotas estavam enterrando, que foi aludido futuristicamente no primeiro episódio da temporada. Mas, o que não deixa de ser um erro, afinal, foi um acidente, era só reportar a polícia, ao invés de enterrar o corpo e ter dois crimes em suas mãos.
Por um instante, cheguei a imaginar que seria um plano da Alison pra ter as meninas nas mãos mais uma vez, mas, parando para pensar, a reputação delas já não é das melhores na cidade, e muito menos no departamento de polícia local, elas facilmente teriam que explicar a situação toda e é bem capaz de darem um jeito de culpar a todas elas também pela morte da Charlotte e todas irem para a cadeia. Então, "deu pra entender".

Isso tudo me deu uma vibe de Desperate Housewives.

E como citei ali em cima, tirando o acidente, creio que isso foi sim um plano todo arquitetado, mas não exatamente para acabar em morte. A icônica pessoa que disse à Emily "I tried to keep you safe!", que tenho certeza que está na verdade ao redor delas para ajudar, que pode ser "A.D.", mas não a pessoa atrás delas. Pois a pessoa que as ameaçava, não se identificava como "A.D.".

Enfim, o que acharam?

Ansioso para o retorno da Jenna Marshall no próximo episódio, que vai dar toda uma sensação de "o passado volta a se repetir/fizemos merd@ mais uma vez". E ainda, a minha amada Mona, que segundo a sinopse, vai vir para ajudar, com um plano de acobertamento. Teria a Mona visto tudo, então? Afinal, Mona está sempre ao redor, assim como Sara, seguindo os passos de todos, afinal, ela é a -A original.

Agora a série voltou a ficar interessante! Revelo! A coisa está mais intensa que antes, pois apesar de Emily já ter matado alguém, por auto-defesa, Aria ter acidentalmente matado a Shana, também por auto-defesa para com as amigas... Desta vez, elas acabaram por estarem envolvidas na morte do Rollins, e ocultaram o fato, o que piora tudo! :o

Ansioso para a cena da Alison com a Mary no próximo episódio.


Confiram a promo do episódio da semana seguinte, 7x04 - "Hit and Run, Run, Run":



Abraços.
F.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Aproveitando enfim pra comentar, eu só gostei mesmo do 7x03 porque o 7x02... Aff, que merda! E aquela cena ridícula da Hanna então, porque o melhor a fazer depois de ser sequestrado, torturado e eletrocutado? Chamar a polícia? Não, botar um vestido sexy, ir para Nova York e depois de toda uma cena, romper com o noivo cujo casamento já estava marcado! Que coisa estúpida, só questão de tempo até ela voltar pro babaca do Caleb. Sobre a Spencer, coitada, deu o coração pra um cara que já a usou descaradamente a seu favor. E Melissa please, Spencer num tem culpa se seus namorados tem potencial pra pedofilia (segundo o 4x00, Ian só a beijou a pedido de Alison). Sobre o 7x03, foi bem legal, revelações e tal, mas senti falta de Mary (nem vou comentar da Sara, mais um caso de falta de respeito para com o personagem e atenção com o público, e amei a sua hipótese!) e novamente me irritou as caídas nos clichês da série, porque simplesmente a Hanna não matou o Rollins por querer mesmo? Ia ser muito mais interessante e perigoso, e não um mero acidente. Enfim, mega ansioso pro retorno de Jenna e a Mary com a Ali.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...