Dica do Dia: Cronograma Capilar (Nutrição/Reposição Lipídica, como e por que fazer?)

Olá pessoal, tudo okay!
Hoje vou detalhar para vocês o segundo passo  do Cronograma Capilar, a Nutrição.


Aqui está o post em que ensino o passo a passo do cronograma capilar.
A nutrição capilar é uma etapa que vai além de uma simples hidratação (confira o post sobre a hidratação/reposição hídrica aqui). Isto porque a hidratação é a etapa do cronograma capilar que consiste em repor água/umidade nos fios de cabelos, já a nutrição capilar, foca mais em manter esta reposição feita pela hidratação dentro dos fios por muito mais tempo. Fora que os benefícios da nutrição capilar são superiores aos da hidratação. 
A nutrição confere além de uma manutenção da hidratação (isto também porque algumas máscaras nutritivas também têm potencial hidratante, mas são algumas, outras não, por isso é importante ter hidratado os fios antes de nutri-los) e além disso, tem seus benefícios característicos, que são: brilho, suavidade, controle de volume, definição e maleabilidade. Isto porque a nutrição faz a reposição lipídica nos fios, agindo na área externa, das cutículas capilares, re-conferindo a eles a gordura protetora natural que eles tinham (ou não tinham em alguns casos).
Principalmente indicada com maior frequência para cabelos que tenham textura mais seca. Cabelos muito ressecados, danificados, cacheados e crespos tendem a ter uma resposta ainda mais positiva quanto a nutrição do que os demais, por ela agir dando o efeito oposto ao natural: secura/desidratação/opacidade/frizz x suavidade/maleabilidade/brilho/controle.
A nutrição capilar é feita a base de óleos vegetais e manteigas vegetais. Quando utilizar-se desses ativos sem ser em forma de produtos cosméticos, deve ser utilizada a matéria prima pura, para que se observe resultados totais e mais positivos. Lembrando que óleo mineral não traz benefício algum aos cabelos, não faz mal, mas não faz nada.
Agora para identificar se uma máscara entra na fase da nutrição são 3 etapas simples:
#Observar os ativos base. Uma máscara N sempre será a base de algum óleo vegetal (argan, macadâmia, avelã, camelina, etc.), manteiga vegetal (karité, cacau, murumuru, babaçu, etc.) ou de ceramidas.
#Observar a formulação da máscara, ver onde está localizada mais ou menos o nome do ativo. Se estiver próximo do começo melhor, se for o primeiro item e a água for o último desconfie, agora se a água for o primeiro e ele for o último ou estar lá para o final, potencialmente realizará apenas uma hidratação.
#Testar o produto. Só testando o produto para saber se ele realmente terá um potencial nutritivo (uma alternativa é conferir os blogs, o BNR está aqui para facilitar sua vida. Confira máscaras nutritivas clicando na tag nutrição

Agora como fazer:

Se for com o ativo base em matéria prima existem formas diferentes de fazer: 
#Como umectação, na qual você "suja" os cabelos com o óleo vegetal ou a manteiga vegetal e dorme com eles nos cabelos, lavando-os no dia seguinte
#Para cabelos muito danificados é possível lavar bem os fios e em seguida aplicar uma porção do óleo ou da manteiga no lugar de uma máscara
#Também podem ser adicionados, os óleos ou as manteigas ás máscaras de nutrição, potencializando seus resultados

Caso seja com o tratamento em máscara ou ampola, você deve lavar os fios como de costume (fios muito secos de preferência utilizar um shampoo nutritivo) e em seguida aplicar o produto nos fios da mesma forma que uma hidratação convencional, massagear, aguardar e enxaguar, sem grilo.
Uma boa dica de técnica para potencializar os resultados num cabelo mais fragilizado, é a Hidronutrição, que o pessoal vem utilizando e só rende elogios (confira aqui).

Clicando na tag nutrição ali em cima você confere uma gama de mascaras nutritivas testadas por mim e resenhadas aqui no blog.

Abraços.
F.

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Como sempre muito instrutivo.

    Bjsss

    http://inlovecabelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. PODE SE ACHAR PQ VC É O CARA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. PENA QUE ESSES PRODUTOS,AQUI NO RIO ,AINDA NÃO VI,NA MAIORIA DELES

    ResponderExcluir
  4. Porque vocês diz:

    se for o primeiro item e a água for o último desconfie

    ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois nunca que um ativo será o item de maior concentração num cosmético, e a água respectivamente o menor, em tese! :D

      Abraços.
      F.

      Excluir
    2. Vixeee! Acabei de olhar a Oro Argan Monoi, da Bioderm, e tá desse jeito:os óleos ativos no início e a água como último componente. Oo

      Excluir
  5. oi Felipe sou a Rosa e gostaria de saber onde encontro para comprar o Max help pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosa! :D

      Achei o kit maior, o preço mais barato: http://www.casanostracosmeticos.com.br/kit-soft-hair-max-beauty-help-240g.html

      Abraços.
      F.

      Excluir
  6. oi, tudo bem, adoro fazer umectação no cabelo, faria mais até todo dia. rs, foi uma das coisas que .melhorou muito os multi processos que detonou meu cabelo a um tempo atras. mas li em alguns lugares que não adianta passar no comprimento e não passar na raiz, por que o cabelo não absorve, já que ele é um tecido morto. não sei se eu acredito muito nisso, por que tudo que fiz pra recuperar meu cabelo funcionou, quando uso máscara seja ela pra que não passo na raiz, pq eu tenho oleosidade de mais e muita caspa. eu queria saber de você. passar so no comprimento adianta ou não? um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ignore estes comentários. De fato o cabelo é um tecido; por isso a necessidade de repor-lhe nutrientes para que ele se "recupere". A raiz e as pontas não têm relação nenhuma. Aplicar algo na raiz, beneficiaria fios a nascer, como tônicos. No comprimento e pontas, beneficia comprimento e pontas, suprindo suas necessidades.Mas o cabelo não absorve óleos; como disse no post, eles agem na área externa, a região cuticular! :]

      Abraços.
      F.

      Excluir