Dica do Dia: Silicones Capilares

Olá pessoal. tudo okay? Hoje vou falar sobre os silicones capilares, um tema um tanto polêmico; ressaltando males e prós.
 
Como a grande maioria já sabe, o cabelo é composta cerca de 90% de queratina (uma proteína composta por vários aminoácidos) e ele a partir de danos, sejam eles térmicos, químicos, mecânicos ou climáticos, fazem com que ele vá perdendo a queratina. Primeiramente com os danos, se perde a hidratação e a nutrição (oleosidade) e é aí que entra a proposta dos silicones (entenda mais sobre isso aqui).
Vagamente dizendo, a função principal dos silicones nos fios seria um efeito para suprir essas necessidades dos fios, pois ele ajuda tanto a colar a queratina nos fios, reter a hidratação como "lubrificar" os fios.
Ao simples uso de um shampoo comum, você já retira a gordura dos fios, ou pelo menos grande parte dela, e é necessário que você coloque algo que supra as proporcionalidades que esta gordura dá aos fios, que são brilho, proteção, suavidade e maleabilidade, além claro da retenção de ativos; os silicones em si atuam nesta etapa.

Eu, Felipe Ursini, particularmente classifico os silicones como "Maquiagem Capilar". Sim! Maquiagem. Pois da mesma forma que a maquiagem de pele (em grande maioria) não trata a pele e não a agride (algumas), ela maquia danos e efeitos irregulares; nos cabelos, ao meu ver, o silicone faz isso, pois ao simples lavar ele é removido (e as vezes sendo necessária a utilização de anti resíduos).


Segundo a especialista Neliza Junque, o silicone realiza o efeito build up, que consiste em ficar cada vez mais no fio conforme é utilizado: “Em uma única fórmula, podemos ter silicones voláteis e densos, que visam sempre promover espalhabilidade, brilho e penteabilidade. Dependendo do objetivo e do tipo de fios, a quantidade desses ingredientes pode variar nas formulações. O tratamento de cabelos encaracolados e frizados sustenta grande parte das vendas desse mercado, porém, eles tendem a transformar o couro cabeludo em um depósito dos silicones em um curto período de tempo, já que a quantidade de produto aplicado nos fios geralmente é maior e a lavagem dos mesmos é mais complicada devido às suas características. Cabelos finos e normais também tendem a se tornar tais depósitos, mas a longo prazo. Nessas situações, sua origem sintética, não biodegrádavel, pode facilitar o aparecimento de descamação, coceiras e alergias no couro cabeludo” 

Isto, pode ser prejudicial caso não seja feita uma higienização bem feita nos fios ao serem alta e amplamente utilizados/depositados sobre os fios, impedindo a ação de reais ativos como óleos, proteínas e extratos vegetais, não lhes permitindo atuar de fato nos fios e indo tudo pro ralo.

Há também, dentre as variantes classificações dos mesmos, os silicones anímicos que prometem mais benefícios em exatidão:

"Composto de silicone aminofuncional de proteção ao cabelo e couro cabeludo aplicado em tratamento capilar representado por uma solução inventiva a qual tem como resultado prático leva a um composto á base de silicone aminofuncional que uma vez aplicado traz benefícios como aplicação em qualquer tipo de cabelo sem interferir na ação dos produtos químicos aplicados, eliminando a ocorrência de reação alérgica colaborando ainda para a obtenção de brilho e maciez diferenciados, sendo que em adição este mesmo composto agrega valor em termos de proteção contra o ataque nocivo dos produtos químicos usados, protegendo ainda os cabelos da alta temperatura criada para secá-los, onde tal condição diferenciada é obtida pela formação de uma película uniforme e permeável no couro cabeludo e um filme, também permeável envolvente nos fios de cabelo."

Proteção térmica! Esta é uma função indispensável para quem utiliza secador e prancha com frequência; porém, não classifico proteção térmica como um tratamento, apenas como proteção mesmo, pois não vai reconstruir, nutrir, ou de fato reparar os fios; porém, como toda boa proteção, vai evitar que o cabelo de fato perca seus respectivos nutrientes.


Algumas das funções dos silicones nos fios são:
Facilitar o penteado a seco e a úmido
Suavizar e reparar áreas danificadas da estrutura capilar
Aumentar o brilho
Proporcionar toque sedoso
Fornecer proteção contra agressões térmicas, químicas e UV
Auxiliar na redução e/ou eliminação momentânea do frizz

Eles em uso conjunto a óleos, ceras e manteigas vegetais, diminuem o efeito oleoso dos mesmos sobre os fios e fortificam a retenção destes ativos nos fios (isso é vantagem).
Existem vários e vários tipos de silicones, grande maioria possui os sufixos "one", "cone", "thicone" ou ainda "methicone":
Dimethicone
Phenyl trimethicone
Amodimethicone 
Cyclometicone 
Dimethiconol 
Phenyltrimethicone

O fato é que os silicones, de fato, são exímios no auxílio da penteabilidade, espalhabilidade, toque sedoso e suavidade nos fios. Eles retém alguns ativos nos fios e proporcionam brilho instantâneo quando utilizados sobre os fios e grande parte deles sem engordurar os fios, pois silicone não é gordura, é um composto feito a partir do quartzo ou silício.

Há pessoas que particularmente não gostam/não usam/evitam silicones, que são os No Poo/Low Poo Users que são usuários de uma técnica criada pela cabeleireira americana Lorraine Massey e vem fazendo sucesso dentre as pessoas que possuem e usam fios encaracolados ou crespos (mais pra frente farei um post).

Particularmente eu uso SIM silicones nos fios, mas como finalizadores. É claro que na maioria dos tratamentos que utilizamos contém lá algum ou alguns silicones, mas relevo este fato. Apenas não gosto de ver um shampoo que é lotado de silicones, pois como um produto que é (ou deve ser) desenvolvido para limpar e remover resíduos dos fios vai lá depositar mais ainda?

Por isso sou a favor dos silicones sim, mas como finalizadores, ainda mais se estiverem aliados a algum ativo que de fato trate os fios ou ainda melhor a óleos, que agem nas cutículas dos fios e com o auxílio dos silicones se fixam de forma mais consistente sobre os fios. E quem usa silicones deve lavar frequentemente os fios com shampoos com sódio lauril sulfato ou éter lauril sulfato (saiba sobre o assunto clicando aqui), para a remoção dos mesmos, ou pelo menos o uso do anti resíduos uma vez ao mês.

Abraços.
F.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Felipe gostei muito das informações e eu adoro silicone, deixam meus fios definidos e com a unica exceção de que com óleo mineral ele enseba.

    Beijos
    Lucy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pela postagem. Mas sobre classificar um ativo como tratamento ou maquiagem é complicado, devido a um fator que chamamos de sinergia, que é como os ativos agem em conjunto. Então o que trata ou maqueia seria as os produtos em si, e não os ativos, não é mesmo?
      O efeito build up só ocorre quando o shampoo não remove os resíduos com eficácia, em outras palavras, o responsável pelo efeito é o shampoo e não o silicone, pois o efeito pode ocorrer devido a outros ativos também.
      Muito boa mesmo a postagem, parabéns! Nota-se que vc pesquisou bem antes de escrevê-la, sobretudo pela maneira como descreve as funções do silicone.
      =]

      Excluir
    2. Oi Biaso! Super concordo com a parte da sinergia. ENTRETANTO, os ativos em si, passam por testes tecnológicos e químicos isolados em cabelos, sendo utilizados de forma pura, para se ter uma prospecção de resultados. E na real, o efeito "puro" do silicone, é este aí.
      Uso a mesma posição para o "efeito build up", como não são todos os ativos que têm esse efeito em uso isolado. =D

      Abraços.
      F.

      Excluir
  2. FÊ! Excelente postagem, existem muitas opiniões controversas na blogsfera, mas eu concordo com vc. É legal usar silicone quando ele está aliado a outros ativos, agora só silicone a meu ver não trata.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM !!! .... Adoro seus posts !

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Felipe, que post esclarecedor!
    Na verdade, a gente sabendo usar o silicone a nosso favor, não há problema.
    Como a Lucy diz aí em cima, noto que usando aliado com óleo mineral, já causa um combo mais acumulante nos fios. Por isso, temos que prestar a atenção e ir intercalando o uso dos produtos. O crono ajuda muito nesse sentido.
    Como vc, prefiro fazer o acabamento com o silicone, nas pontas, nos dias de bad hair. Mas qdo só o leave in dá jeito, eu evito.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Parabéns! Sou sua nova fã! Vc é muito claro e a cada dia leio vários artigos seus! Esse artigo e do low /no poo são fantásticos! Tinha que deixar esse elogio para vc pois vc tirou dúvidas profundas que eu tinha! Obrigada por essa riqueza que vc compartilha!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...